28 de julho de 2014

A importancia de se viver a UNIDADE naSSVP

Por Donizetti Luiz - Coordenador do DECOM - CM Goiânia


Em nossa caminhada. já ouvimos por diversas vezes uma frase popular que diz: "A união faz a força", sendo assim podemos pensar que a divisão enfraquece e nos impede de alcançar um objetivo. Sabemos que a vivência harmoniosa entre as pessoas em qualquer grupo é um desafio, mas se quisermos alcançar qualquer objetivo como grupo precisamos nos manter unidos. Paulo orienta a todos nós membros da Igreja e da SSVP a nos manterem unidos num único objetivo, o de servir a Deus. O Apóstolo Paulo em Corintios 1:10, usa a expressão “rogo-vos, irmãos, que todos estejais de pleno acordo e que não haja divisões entre vós"”. Rogar é muito mais que pedir simplesmente, e implorar com veemência. O apelo de Paulo revela a sua preocupação em preservar o Corpo de Cristo – isso significa para nós Vicentinos que devemos preservar a SSVP. Nós VICENTINOS, fomos chamados a viver uma vocação de amor e fomos chamados também a representar um Deus de amor a todos que nos cercam no dia a dia. Seja onde quer que eu vá. Em casa, na rua, na escola, no trabalho, em um passeio de férias,etc...Se verdadeiramente cremos no Senhor, precisamos viver de tal maneira que o Seu nome seja honrado por nós, e a forma de vivermos dignamente a nossa vocação vicentina é andando na unidade da fé. Em tempo de "Mudança de Estrutura" temos que ter consciência de que mudar a estrutura AD INTRA é um desafio intimo e pessoal para cada um de nós, é urgente que cada Confrade e cada Consócia se comprometa a fazer uma conversão pessoal, precisamos caminhar e viver a nossa vocação nos princípios de Cristo que nos ensina como viver em unidade, assim levaremos ao nosso pobre um testemunho vivo e eficaz de nossa fé em Jesus Cristo. A Palavra de Deus nos ensina que “há um só Corpo e um só Espírito, um só Senhor, uma só fé, um só batismo.” Isto é: para alcançarmos a unidade da fé que nos fez ser vicentinos precisamos ser um só no Senhor (Ef 4.4-6). Nenhum Vicentino vive na unidade da fé se não viver a vida da igreja ou nenhum vicentino consegue viver a unidade da fé se não tiver compromisso com sua vocação vicentina. Em João 17:20-23 Jesus faz uma oração declarando seu desejo que todos os que cressem Nele tivessem a união que ele tinha com o Pai. É da vontade de Deus que vivamos unidos, precisamos nos esforçar para vivermos assim no ambiente em que estamos e principalmente na SSVP. Uma SSVP unida no objetivo de cumprir a vontade de Deus é uma SSVP forte e saudável.  João, o Apóstolo do Amor, nos ensina (I Jo 2.9-11) tanto sobre isso. Ele diz: “Nós sabemos que passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos. Quem não ama a seu irmão permanece na morte. Qualquer que odeia a seu irmão é homicida. Conhecemos o amor nisto: que ele deu a sua vida por nós, e nós devemos dar a vida pelos irmãos. Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade” (I Jo 3.14-18). Quando penso em unidade, penso na Trindade Santa e na Família como instituição de Deus. Deus é um Deus Trino, em Perfeita Unidade e harmonia. Quando Ele criou a família, Ele colocou nela um pouco da sua semelhança: unidade de propósitos e harmonia de almas. Pai, mãe e filhos deveriam viver os sonhos de Deus para a família, caminhando juntos no mesmo propósito sobre a Terra. Quando penso em unidade, penso também na nossa missão VICENTINA. A SSVP foi fundada por Antônio Frederico Ozanam e mais seis amigos, todos com inspiração Divina, todos determinados a cumprir uma determinação de Deus que somente pediu que cada VICENTINO e cada VICENTINA caminhassem num propósito profético e em unidade. É triste observar que nem todos conseguem caminhar assim. Somos Vicentinos, somos Irmãos, somos membros de uma mesma família e quando os membros da família não conseguem viver em unidade a SSVP não consegue ser parte deste propósito de Deus. Esta já era uma das “preocupações” de Ozanam e por conseguinte de Jesus que orou ao Pai pelos Seus discípulos: “Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um. Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim, e que os tens amado a eles como tens amado a mim” (Jo 17.21-23). Há muitas desculpas sendo dadas para não vivermos em união com os nossos irmãos em Cristo. Na caminhada vicentina tenho visto muitas pessoas, darem desculpas diversas para não obedecerem a vontade de Deus. Algumas desculpas que ouço: “Não consigo gostar dessa pessoa” ; “Somos muito diferentes” ; “Tenho pensamentos diferentes” ; “Fui maltratado e até humilhado” ; “Essa pessoa “parece” arrogante” ; “Ouvi um “não” dessa pessoa” ; “Essa pessoa não supera minhas expectativas” ; “Essa pessoa não concorda comigo em quase nada” ; Etc. No fundo, tudo isso é fruto de um coração orgulhoso, preconceituoso e desobediente. A unidade não tem nada a ver com amizade, com  o “ser igual”  ou com identificação de sentimentos, mas tem a ver com uma escolha diária de viver em comunhão, caminhando num mesmo propósito com aqueles que são nossos irmãos, filhos do mesmo Pai Celestial. As discordâncias nunca podem ser motivo para o afastamento. Ninguém é obrigado a ser amigo íntimo de ninguém, pois a amizade é algo que acontece naturalmente, sem precisar forçar nada. Mas a unidade é algo que nos leva a amarmos,  até mesmo, àqueles que não merecem ser amados e a sujeitarmo-nos uns aos outros, no temor do Senhor. Se eu não consigo amar o meu irmão de caminhada, como vou conseguir amar o meu próximo, que é a razão de existir da entidade na qual eu faço parte? Em Romanos 12,10, O Apóstolo Paulo nos diz: “Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros”, mas infelizmente, há pessoas que só se esforçam por honrar aos seus líderes ou aos seus chefes de profissão. Não! Não devemos honrar as pessoas por interesses ou pelo que vamos conquistar através deste relacionamento. O Apóstolo Pedro nos instrui dizendo: “Honrai a todos”. I Pedro- 2.17. Precisamos nos disciplinar e nos esforçarmos para vivermos bem com todos, pois JUNTOS, fazemos a diferença. Pode ser a pessoa mais talentosa da SSVP, mais inteligente e mais diplomada, se não vive em unidade, estará vivendo em trevas! Quem vive nas trevas e insiste em dizer que é VICENTINO, está brincando com as coisas de Deus. Essas pessoas precisam de nossa oração constante. Como irmãos em Cristo, vicentinos, membros da mesma irmandade e da mesma família, por mais “imperfeitos” e frágeis que sejamos, precisamos caminhar lado a lado, em comunhão e amor, através do amor de Jesus Cristo, nosso Salvador. Para quem, não consegue viver a UNIDADE na SSVP, mas quer tentar viver o processo AD INTRA dentro do Projeto "Mudança de Estrutura", se esforce a partir de agora a vivenciar as Virtudes ensinadas por Vicente de Paulo. Inicie tentando ser HUMILDE / É preciso ter a capacidade de sabermos o conceito que temos de nós mesmos. Uma pessoa humilde sabe reconhecer as suas falhas. É uma pessoa na qual se vê a ausência da prepotência e da arrogância em sua maneira de viver. Tente também viver a MANSIDÃO / Ter brandura no falar e no agir. Quem é manso fala de maneira correta e sem ofender as pessoas no momento em que se resolve alguma questão. É ter controle de uma situação quando todos estão impacientes. É saber controlar a ira e ficar calado no momento em que é preciso só ouvir. Vivenciando apenas estas duas virtudes de São Vicente já será possivel irradiar o AMOR /  Viver a unidade em amor é a opção mais nobre para manter a SSVP saudável e atrair mais pessoas para Cristo. Quem ama vive a dimensão do perdão, suporta, compreende e vive em perfeita comunhão com os outros. Nada deve quebrar a nossa união. A comunhão é gerada a partir de uma vida em unidade. Viver em unidade é viver a nobresa da fé, é glorificar o nome do Senhor.
Irmãos e Irmãs, Confrades e Consócias, termino esta reflexão fazendo o mesmo apelo que o Apóstolo Paulo faz em 1 Coríntios 1:10 = Em nome de Nosso Senhor Jesus Cristo: Suplico a todos vocês que concordem uns com os outros no que falam, para que não haja divisões entre vocês, e, sim, que todos estejam unidos num só pensamento e num só parecer.

AMEM-SE UNS AOS OUTROS ASSIM COMO EU VOS AMEI, quando derramei meu sangue por cada um de você nas cruz....

"Louvado Seja o Nosso Senhor Jesus Cristo"
Postar um comentário