13 de agosto de 2008

Testemunho - Chamado a Servir



Em minha caminhada de Cristão dentro da Igreja Católica, tudo começa com a igreja doméstica onde aprendi a rezar junto com minha saudosa mãe Aparecida de Fátima da Silva, teve-se o fato curioso, quando ainda menino, fui a Missa e comunguei mesmo sem tem a preparação para a Comunhão, mas tudo isso na inocência, pois não sabia, nesta mesma igreja teve o momento de encontro com Arcebispo Emérito de Goiânia Dom Antônio Ribeiro de Oliveira que com o seu cajado bateu em minha cabeça num gesto simples para descontrair, houve ainda os momentos de reza do terço juntamente com a Dona Suzana no período em que morei em São Sebastião-DF, quando todas as crianças da rua se reuniam para lembrar-se de Nossa Senhora, passei por algumas pastorais e movimentos, desde a Pastoral do Batismo a Pastoral da Juventude, sempre atuante dentro da comunidade. No ano de 2001 junto com a juventude conheci a Sociedade de São Vicente de Paulo-SSVP através do convite de minha amiga Maria de Lourdes a conhecer uma Conferência Vicentina de jovens que estava sendo formada aqui no centro da cidade de Trindade, seu nome era Conferência Santo Afonso, eu estando com a idade de 19 anos, vindo de um momento muito triste da minha vida, quando perdi minha mãe. Mesmo que esta conferência não tenha continuado o seu trabalho, senti o chamado a caminhar nesta espiritualidade, depois comecei a participar da Conferência São Miguel Arcanjo, que tem como local de reuniões semanais a Capela de São Vicente de Paulo, no Jardim das Tamareiras, aqui mesmo em Trindade. Local onde fiz grande amigos como Cfd. Sandro Garcia, Cfd. Thiago Martins entre muitos outros.
Com o caminhar fui conhecendo mais sobre a SSVP e toda sua história, em 2003 fui proclamado vicentino e me senti mais comprometido a participar e, isso me motivou muito, neste mesmo ano fui aclamado vicentino na Assembleia em Louvor a Imaculada Conceição de Maria, realizada anualmente pelo Conselho Metropolitano de Goiânia. Nos anos seguintes fui conhecendo e participando da hierarquia da SSVP, em 2004 tivemos uma eleição para o Conselho Particular Divino Pai Eterno, fui convocado para o encargo da ECAFO (Escola de Capacitação Antônio Frederico Ozanam), me senti assustado no começo, mas todos me deram apoio, neste mesmo ano junto com a ECAFO e Comissão de Jovens do Conselho Central Nossa Senhora de Fátima, formamos a Equipe de Formação Vicentina (coordenada pelo Cfd. Célio Alves Rocha), com a missão de levar aos vicentinos de nosso conselho mais formação e espiritualidade vicentina.
Em 2005, já havíamos realizado vários encontros de formação pelas cidades que fazem parte do nosso Conselho Central Nossa Senhora de Fátima, isso foi muito gratificante, pois saíamos de nossas casas e viajávamos longas distâncias para levar e buscar um pouco mais de conhecimento sobre a história SSVP além do privilégio de participar dos momentos de oração, e sermos tratados como filhos em cada casa que ficávamos. Como o trabalho de um cristão nunca acaba um novo desafio surgiu: Fui convidado para participar da Equipe do programa Voz Vicentina no Centro-Oeste pela rádio Difusora de Goiânia AM 640, onde até hoje dou minha contribuição, ajudando o Departamento de Comunicação do Conselho Metropolitano de Goiânia. Neste mesmo ano tivemos eleições em nossa conferência, fui candidato, mas não fui eleito, entretanto, ajudei como vice-presidente, ao lado de um grande amigo, o Cfd. Thiago Martins.
Foi no ano de 2006, que surgiu o maior desafio dentro de minha vida, pois prestei vestibular e passei, a agora veio o momento de maior provação, conciliar família, trabalho cristão e estudos, pensei muito sobre isso, pois nestes anos de caminhada vi muitos jovens sumirem da Igreja por estarem vivendo está mesma situação, mas decidi ficar e caminhar, pois sempre tive e tenho fé de que Deus não nos abandona mesmo em momentos de dificuldade; hoje mesmo não podendo agir de maneira tão dedicada a SSVP, continuo meus trabalhos dentro da Conferência São Miguel Arcanjo (pois ela é à base de toda a SSVP), atualmente como secretário, e de acordo com as minhas possibilidades ajudo o DECOM do Conselho Metropolitano de Goiânia, pois o tempo à gente faz.
E como a missão continua no ano de 2008 foi realizada nova eleição para o Conselho Particular Divino Pai Eterno, com o apoio de nossos confrades e consocias, e também vendo a realidade de nossa cidade, lancei candidatura e fui eleito, mas não para o meu engrandecimento e sim para poder manter vivo o espírito vicentino em nossa cidade e espalhar mais ainda a chama de caridade aos corações das pessoas.
No ano de 2010, São Vicente de Paulo e Frederico Ozanam queriam de mim mais uma missão. Eis que estava encerrando o mandato da Csa. Doranice Martins Lopes diante do Conselho Central Nossa Senhora de Fátima, tínhamos um candidato já formado pra assumir, mas por motivos internos o mesmo não pode concorrer ao pleito, meu nome foi citado somente para que ocorresse a eleição daquele ano, e juntamente com meu amigo Cfd. Dorival de Souza Gonçalves; mas Deus age de forma a capacitar os seus escolhidos e com toda situação ocorrida fui eleito a guiar mais de 500 vicentinos em 8 cidades, parte de Goiânia a Novo Brasil. Missão enorme e de muita responsabilidade, mas com oração e união vamos fazendo o melhor para todos que contam conosco. Neste mesmo ano conheci Gizelle Oliveira Vaz, uma pessoa especial e de caminhada na Igreja; com as bênçãos de Deus recebemos o sacramento do Matrimônio em 10/12/2011. Formar uma família é um passo agraciado na vida do Cristão.
Em 2012 recebi a noticia que mudou toda minha vida, Miguel Oliveira Vaz Silva veio para nos trazer muita alegria. Ter um filho faz a gente ver tudo com novos olhares e a cada dia ser mais feliz.
 Diante de tudo que se passou em minha vida, perca precoce de minha mãe, aumento da responsabilidade familiar, compromisso vicentino e estudos aprendi que não devemos nos curvar diante das nossas dificuldades e sim enfrentá-las contando sempre com o apoio de nosso eterno Pai e seu único filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, um jovem cheio do Espírito Santo que dedicou a sua vida a mostrar as pessoas que tudo pode ser diferente se você tem fé e perseverança, essa lição de vida inspirou nosso patrono São Vicente de Paulo, e mais tarde inspirou um jovem chamado Frederico Ozanam a fundar a maior obra de caridade leiga da nossa Igreja Católica, a Sociedade de São Vicente de Paulo. Muitos ainda me perguntam por que mesmo com tantas coisas e afazeres pessoais, dedico a minha vida a SSVP, e sempre respondo: "Estou fazendo a minha parte, para que o mundo possa ser um pouco diferente, ser mais humano". Agradeço também a minha esposa e filho, família e amigos que sempre estão ao meu lado dando muito apoio.
Aos jovens digo: "Não percam a fé e jamais desistam dos seus sonhos mesmo que hoje a vida seja bem diferente da vida que nossos pais levavam, com mais responsabilidade e dificuldades, se temos fé e acreditamos em nosso potencial podemos sim realizar milagres e obras em honra de nosso Deus, um Deus que nos ama imensamente e que nunca nos abandona". Hoje a juventude pode e deve fazer a diferença, pois amanhã nossos filhos vão nos perguntar: "Porque devemos ajudar as pessoas?" E nós devemos ter nossa vida como exemplo para podermos dar a eles uma reposta concreta e firme. Agradeço a Deus toda a capacidade que ele me dá de continuar a caminhar, mas peço sempre em minhas orações mais força, pois a caminhada é longa e jamais devemos desistir.














Eder Silva
Cristão Vicentino
Postar um comentário