19 de junho de 2009

Lutero e Calvino amavam e professavam a fé na Mãe de Deus

Arquivado em: 001.010 Em Defesa de Maria Santíssima, 002. Em defesa da Fé — caducn at 5:37 pm on segunda-feira, julho 30, 2007

No podcast dessa semana (que você pode ouvir clicando aqui), falamos sobre o título dado a Maria de Theotokos, ou seja, A Mãe de Deus. Hoje em dia, vemos muitos irmãos protestantes criticando Maria. O que é interessante, é que os fundadores da Reforma Protestante, como Lutero e Calvino, não criticavam a Mãe de Deus, mas ao contrário respeitavam, amavam e até pediam a sua intercessão. Por isso estarei colocando aqui alguns dos muitos pensamentos desses homens. Agora pense comigo: Por que esse desrespeito tão grande a Santíssima Mãe de Deus? De onde partiu? Qual a origem? Se isso não estava na base da Reforma Protestante, por que todo esse furor contra a Santíssima Virgem?

Veja o que Lutero dizia:

"Quem são todas as mulheres, servos, senhores, príncipes, reis, monarcas da Terra comparados com a Virgem Maria que, nascida de descendência real (descendente do rei Davi) é, além disso, Mãe de Deus, a mulher mais sublime da Terra? Ela é, na cristandade inteira, o mais nobre tesouro depois de Cristo, a quem nunca poderemos exaltar bastante (nunca poderemos exaltar o suficiente), a mais nobre imperatriz e rainha, exaltada e bendita acima de toda a nobreza, com sabedoria e santidade." (Martinho Lutero, "Comentário do Magnificat", cf. escritora evangélica M. Basilea Schlink, revista "Jesus vive e é o Senhor").

"Peçamos a Deus que nos faça compreender bem as palavras do Magnificat… Oxalá Cristo nos conceda esta graça por intercessão de sua Santa Mãe! Amém." (Martinho Lutero, "Comentário do Magnificat").

"Maria é digna de suprema honra na maior medida." ("Apologia da Confissão de Fé de Augsburg", art. IX).

A respeito da Santa Mãe de Deus fala também João Calvino:

"Não podemos reconhecer as bênçãos que nos trouxe Jesus, sem reconhecer ao mesmo tempo quão imensamente Deus honrou e enriqueceu Maria, ao escolhê-la para Mãe de Deus." (João Calvino, Comm. Sur l'Harm. Evang.,20)

Que nós católicos possamos reparar o Santíssimo Coração da Virgem Mãe de Deus a todas as ofensas cometidas a sua pessoa. Que nós possamos honrar a Santa Mãe de Deus com nossas orações e nosso testemunho de amor.

Postar um comentário