6 de novembro de 2015

Conhecendo os Vicentinos


Nenhuma obra de caridade é estranha à Sociedade de São Vicente de Paulo, sua ação compreende qualquer forma de ajuda, por contato pessoal, no sentido de aliviar o sofrimento e promover a dignidade e a integridade do homem.

            A Sociedade não somente procura mitigar a miséria, mas também descobrir e remediar as situações que a geram, sendo assim, qualquer pessoa carente pode ser um assistido da SSVP, podendo se entender como carência não somente situação financeira, mas também, física ou espiritual.

            São geralmente assistidos da SSVP: famílias carentes economicamente, internos das Obras Unidas da Sociedade de São Vicente de Paulo, idosos, enfermos, etc..

 

 O que é feito?

A maioria dos assistidos da Sociedade de São Vicente de Paulo são famílias carentes economicamente, essas recebem das Conferências mantimentos, remédios, roupas, calçados, materiais escolares e em alguns casos até mesmo materiais de construção, de acordo com as possibilidades de cada conferência, uma vez que os recursos se originam principalmente das coletas realizadas durante as reuniões, bingos promovidos nas comunidades e contribuições de benfeitores.

            As Conferências também visitam semanalmente cada família assistida a fim de evangelizá-los, instruí-los como solucionar os problemas que lhes causam a pobreza e também para acompanhar o desenvolvimento dos mesmos, uma vez que o objetivo da SSVP, além da santificação de seus membros através da prática da caridade, é promover seus assistidos, isto é, o objetivo das Conferências é prestar um socorro temporário, e nesse período, auxiliar as famílias a recuperarem sua dignidade humana, em outras palavras, a SSVP não dá o peixe, ensina a pescar.

            O presidente da Conferência designa toda semana a cada um de seus membros qual (ou quais) família(s) deverão visitar até a próxima reunião. Esses vão até o lar de cada assistido conversam com as famílias, e principalmente, ouvem, fazem um momento de oração com os mesmos, havendo sempre a preocupação de não deixar que as famílias percam sua fé em Deus, apesar das dificuldades passageiras. Durante as visitas também são verificadas as necessidades materiais das famílias a fim de discuti-las e solucioná-las na próxima reunião da Conferência.

 

Como as famílias se tornam assistidas de uma Conferência?

A SSVP leva sua ajuda a quantos dela precisam, independentemente de raça, cor, nacionalidade, credo político ou religioso e posição social, desta maneira, qualquer um pode solicitar uma sindicância para sua casa ou de um terceiro a uma conferência.

            Feito isto, a Conferência visitará a casa da família que será assistida, a fim de identificar suas necessidades e preencher seus dados para que possa ser feito o acompanhamento caso a sindicância seja aprovada, em seguida os membros que realizaram a sindicância levam a ficha com os dados da família para a reunião, onde todos os membros, após ouvi-los e analisarem os dados da ficha, decidirão se a sindicância será aprovada ou não, somente em casos em que a família solicita ajuda material e se identifique que os mesmos realmente não necessitam é que uma sindicância é reprovada.

Postar um comentário