26 de abril de 2008

Cacique e Pajé - Se os Animais Falassem

Se os animais falasse, que bão que havia de ser
Muitas coisas que acontece evitava acontecer
Conheci um boiadeiro, por nome Zé do Amaral
Tinha um cachorro ensinado que só faltava falar.

Viajando pra Mato Grosso, na sua besta bragada
Seu Zé levava dinheiro pra comprar uma boiada
Ao chegar numa porteira, o boiadeiro não viu
Num pulo que a mula deu, sua carteira caiu.

Seu cachorro nesta hora, pegou então a uivar
Pegando a redia da besta, querendo fazer voltar
Seu Zé não compreendeu, Marrou a besta num toco
Deu três tiro no cachorro, pensando que estava louco.

Um tiro pegou nas pernas e os outros dois na
escadeiras
Demorando pra morrer, o cão saiu na carreira
Seu Zé foi seguindo atrás até chegar na porteira
Viu seu cachorro morrendo, com fucinho na carteira.

O boiadeiro apiou e apertava cão no peito
Chorando de arrependido, daquilo que tinha feito
Levantou os olhos pro céu, pedindo a Deus que
perdoasse
Não teria acontecido, Se Os Animais Falassem.

Postar um comentário