3 de setembro de 2015

Gordura trans, um perigo para a saúde

A gordura trans está entre os assuntos mais comentados quando o tema é saúde

Quando falamos sobre alimentação, é muito importante entendermos como os nutrientes estão nela distribuídos.

Nossa alimentação é composta por três grandes grupos alimentares:

1- Carboidratos: todos os alimentos que se transformam em açúcares em nosso organismo (pães, massas, doces e cereais);

2- Proteínas: encontradas nas carnes, leguminosas, soja, leite e seus derivados;

3- Gorduras: também conhecidas como Lipídeos, são encontrados em óleos, manteigas, margarinas, castanhas e sorvetes.

Gordura trans, um perigo para a saúde
Foto: Daneil Mafra/cancaonova.com

Vamos falar um pouco mais sobre o grupo das gorduras. Elas são encontradas sobre duas formas: as gorduras saturadas (aquelas de origem animal, presentes em carnes, queijos e leite) e as insaturadas (presentes nos óleos vegetais).

O que são essas gorduras?

As gorduras trans, por sua vez, são também gorduras insaturadas, mas com características e atividades semelhantes às gorduras saturadas, que tem efeitos prejudiciais à saúde. Elas são produzidas a partir de reações químicas, nas quais são adicionadas moléculas de hidrogênio em óleos vegetais, para que fiquem com a consistência sólida – como a margarina, por exemplo. Essas gorduras são usadas pela indústria alimentícia para aumentar o sabor, a textura e o tempo de conservação/validade dos produtos.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM),
"essas substâncias tornaram-se conhecidas depois que foram substituídos os óleos de origem animal pelos de origem vegetal. Com essa substituição, pretendia-se que a população consumisse menos colesterol, já que os óleos vegetais são isentos. Mas a medicina só veio conhecer a fundo as gorduras trans há poucos anos, a partir de estudos feitos no fim dos anos 1990. O que não se sabia é que as gorduras trans também são danosas à saúde."

Estados Unidos preveem retirada de gorduras trans do mercado

Recentemente, o governo dos Estados Unidos determinou para o país que o uso de gordura trans nos alimentos não é seguro e que os produtos que possuem esse componente em sua composição sejam retirados do mercado em um prazo de três anos. Essa decisão é fruto das pesquisas realizadas pela FDA (Food and Drug Administration), uma das mais importantes agências de pesquisas relacionadas a alimentos e medicamentos. A FDA definiu que "diversas provas científicas já mostraram que o consumo de gordura trans eleva o nível do chamado colesterol ruim", assinalou a entidade.

Alguns alimentos que normalmente contém gordura trans:

* Manteigas e margarinas: faz com que fiquem mais sólidas por mais tempo em temperatura ambiente.

* Biscoitos salgados, doces e outros alimentos assados: esses produtos geralmente contêm gorduras trans em estado sólido, para deixá-los menos oleosos.

* Bolos de pacotinho e pipocas de micro-ondas: as gorduras trans sólidas são usadas nesses alimentos para conservar o produto por mais tempo.

* Creme para café, chantili e glacê de bolo: faz com que as guloseimas fiquem mais sólidas e estáveis por mais tempo em temperatura ambiente.

Como afeta o colesterol

As gorduras trans agem aumentando o colesterol ruim (LDL) e baixando o bom colesterol (HDL) na nossa corrente sanguínea, além de aumentar também as taxas de triglicérides no sangue. Essas alterações, nas taxas de gorduras que circulam no sangue, aumentam o risco de doenças como infarto e acidente vascular cerebral.

Por isso é tão importante que evitemos o consumo desse tipo de gordura. A dica é sempre olhar os rótulos dos alimentos que estamos comprando, para identificar se eles possuem a gordura trans na fórmula. Vale ressaltar que outros nomes também podem indicar a presença da gordura trans nessas fórmulas, são elas: gordura hidrogenada; gordura parcialmente hidrogenada; gordura vegetal hidrogenada e óleo vegetal hidrogenado.

Com tudo isso, faço o convite: vamos cuidar da qualidade daquilo que temos consumido em nossa alimentação?

Deus o abençoe sempre!


Cristiane Zandim

Cristiane Pereira Zandim nasceu em Brasília / DF. É missionária na comunidade Canção Nova desde 2011. Cursou Nutrição na Universidade Universidade Federal Dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM).


Fonte: http://formacao.cancaonova.com/atualidade/saude-atualidade/gordura-trans-um-perigo-para-a-saude/

Postar um comentário