26 de dezembro de 2009

Natal: Tempo de saudade!

Imagem de Destaque

A distância é o grande pretexto para você fazer a diferença

Aos olhos da saudade como o mundo é pequeno... Pensar em amor, muitas vezes, é esbarrar na saudade. Saudade de pessoas, lugares, momentos, enfim, de tudo aquilo que, de alguma maneira, não coube dentro de nós e prolongou-se através da saudade. Para muitos, o Natal pode ser, sim, um momento perfeito para viver essa saudade de maneira saudável, saudade daquilo que foi vivido, que construiu em nós uma personalidade firmada na certeza do amor.

Mas, em contrapartida, alguns têm uma experiência difícil nesse momento do ano: a distância, física ou afetiva, que pode levar-nos a esquecer a beleza do nascimento do Menino Deus e fazer-nos cair em uma solidão de nós mesmos.

Quem vive longe de casa, longe de quem ama compreende bem o que eu estou falando. Como faz falta a comida de mãe, o abraço do pai, a reunião de família...! Os detalhes que, sobretudo nesse período do ano, tornam-nos mais "gente", mais humanos. Na minha casa, lembro-me da rabanada da tia Tânia, das sobremesas das minhas primas, das mesmas piadas do tio Joca, do tio Maurício e do tio Walmir, do amigo oculto que eu sempre sei quem me tirou. Neste ano eles estarão juntos novamente, mas eu não. Talvez com você aconteça o mesmo: não estará perto daqueles que ama. Mas o que faremos então? O Natal perderá o seu sentido? Penso que não!

Aqui esconde-se um desafio muito bonito. Natal é o tempo, por excelência, da esperança, esperança que tudo será novo, será melhor. O Natal empurra-nos para o futuro, para a Páscoa, a nossa Páscoa! Mas isso, de maneira nenhuma, exclui o que vivemos; ao contrário, o Natal valoriza em nós o que foi bom e motiva-nos a transformarmos o que não foi. A felicidade do seu Natal depende da determinação do seu coração!

A distância que você tem dos seus é o grande pretexto para que você faça a diferença na vida de quem está perto hoje. Natal é isto: trazer a vida para quem já não a tinha! Completo dizendo que antes de tudo essa vida acontece em nós. Como é bom motivar um sorriso generoso no rosto do outro! Natal é isso: libertarmo-nos da morte e da tristeza sabendo que aquilo que foi cultivado em nós, em Natais passados, hoje gera vida nova em quem está conosco hoje.

Valorize a sua família, aquilo que viveu com eles vivendo com os outros. Essa é uma nobre maneira de sempre eternizá-los dentro de você e de alguma maneira viver junto com eles o Natal deste ano. Afinal como diz o poeta: aos olhos da saudade como o mundo é pequeno!

Luis Filipe Rigaud
cn.luisfilipe@gmail.com

Postar um comentário