23 de março de 2018

Luz da Fé: Deus está perto de você

Você que, hoje, está passando por tantas dificuldades, tome posse desta verdade: Deus está perto de você

Neste programa "Luz da Fé", quero refletir com você sobre o primeiro parágrafo do Catecismo da Igreja Católica, que ensina o seguinte:

Foto ilustrativa: Wesley Almeida / cancaonova.com

A vida do homem – conhecer e amar a Deus

"Deus, infinitamente Perfeito e Bem-aventurado em si mesmo, em um desígnio de pura bondade, criou livremente o homem para fazê-lo participar de sua vida bem-aventurada. Eis por que, desde sempre e em todo lugar, está perto do homem. Chama-o e ajuda-o a procurá-lo, a conhecê-lo e a amá-lo com todas as suas forças. Convoca todos os homens, dispersos pelo pecado, para a unidade de sua família, a Igreja. Faz isto por meio do Filho, que enviou como Redentor e Salvador quando os tempos se cumpriram. Nele e por Ele, chama os homens a se tornarem, no Espírito Santo, seus filhos adotivos, e portanto os herdeiros de sua vida bem-aventurada".

Nossa vocação é algo maravilhoso! Somos chamados a viver uma vida de plenitude com Deus, uma vida bem-aventurada. O Catecismo da Igreja Católica nos traz esta importante afirmação: "Eis por que, desde sempre e em todo lugar, [Deus] está perto do homem". Que ótima notícia: Deus está perto de nós!

Você que, hoje, está passando por tantas dificuldades, tome posse desta verdade: Deus está perto de você. Diante das adversidades, podemos pensar que Deus nos abandonou, mas, o Catecismo da Igreja Católica afirma exatamente o contrário: Deus nunca nos abandona. Ele sempre está perto de nós.


Além de estar perto de nós, aprendemos nesse primeiro parágrafo que, o próprio Deus também chama o ser humano e o ajuda a procurá-Lo [Deus].

Deus se deixa encontrar

Recordo-me de uma brincadeira em família, que fazíamos durante o tempo de missão, o qual vivemos na cidade de Gravatá (Pernambuco). Lá, brincávamos de esconde-esconde dentro de casa. Só que era uma brincadeira um tanto diferente, pois, eu gostava de esconder-me em algum cômodo da casa como, por exemplo, na cozinha. Então, me "escondia" deitado sobre a mesa segurando um vaso de flor ou então me "escondia" ficando em pé no corredor da casa, com uma toalha cobrindo minha cabeça. Eram só risadas! Meus filhos diziam: "Mas o papai não se esconde coisa nenhuma!". E era aquela alegria dentro de casa, porque a ideia – durante a brincadeira – era a de que, deixasse-me ser encontrado pelos meus filhos.

É exatamente isso que, o Catecismo da Igreja Católica, nos transmite ao afirmar que Deus chama o homem e o ajuda a procurá-Lo, a conhecê-Lo e a amá-Lo com todas as suas forças. Estamos diante deste Deus que deixa-se encontrar. Portanto, para você que, hoje, está sofrendo, creia que Deus não está "brincando de esconde-esconde" com você, mas Ele se deixa ser encontrado. Acredite que na sua dor e angústia, Deus está mais perto de você, mais do que você imagina.

Um forte abraço!

Alexandre Oliveira
Missionário da Comunidade Canção Nova

Postar um comentário