21 de janeiro de 2014

Pequenos gastos comprometem também seu orçamento

Imagem de Destaque

Providência significa fazer bom uso daquilo que recebemos

No artigo 'Orçamento Familiar', falei um pouco sobre os passos necessários para observarmos melhor nosso orçamento, como envolver a família, saber o que precisa ser pago, eliminar as dívidas, fazer uma poupança, cuidar do dinheiro gasto sem controle e não encarar esta nova educação financeira como um sofrimento, mas, sim, como um alívio de muitas tensões.


As despesas "ocultas" revelam gastos que, somados, podem representar, por exemplo, o valor da entrada na compra de um imóvel, a economia para um curso, a poupança para o futuro, dentre outras coisas que gostaríamos de realizar.

Segundo estudos do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), o carro é a "terceira maior fonte de despesas de um brasileiro". Somados combustível, seguro, pedágio, IPVA e outros impostos, lava-rápido e estacionamento, uma pessoa pode gastar cerca de 17 mil reais ao ano. Claro que um automóvel facilita nossa vida, mas se estamos numa condição financeira difícil, adquiri-lo é algo que precisa ser pensado, uma vez que ele é um bem que mais rápido se desvaloriza.

Outro "ralo" para nosso dinheiro são as despesas com lanches na rua, como aquele cafezinho fora de hora. Ao comprar lanches, cafés, sanduíches, salgados e outros petiscos, fora do horário, podemos gastar, facilmente, cerca de 5 mil reais por ano. Parece assustador, mas aqueles 5 reais, por dia, podem nos levar a este assustador gasto.

São cálculos simples, mas que, se forem colocados no papel, podem representar uma economia de 150 reais por mês, ou seja, em 30 anos, teríamos cerca de 200 mil reais de reserva financeira para a aposentadoria, por exemplo. Tudo isso é uma questão de hábito e de prática. Às vezes, basta restringir os gastos com a aquisição de bens supérfluos ou deixar de fazer um gosto do filho, mas, claro, sempre de forma planejada. Dessa forma, muita coisa pode ser feita, e, certamente, sem o estresse do acúmulo de dívidas.

Outro dia, lendo alguns artigos, vi um desafio que achei bastante interessante e o deixo aqui como uma opção para você. Gostaria de economizar 1.378 reais até o fim deste ano, começando com 1 real? Que tal? Poderia ser um dinheiro para a viagem, para as despesas de fim de ano, para um curso que deseja fazer ou tantas outras possibilidades.

Vamos lá! Em 52 duas semanas, você vai poupar, começando por 1 real:

- na 1ª semana – 1 real

- na 2ª semana – 2 reais

- na 3ª semana – 3 reais

- na 51ª semana – 51 reais...


Anote tudo num caderno, numa planilha ou em qualquer outro lugar. Vá depositando esse dinheiro com fidelidade. Às vezes, guardar muito é complicado, mas guardá-lo aos poucos se torna mais viável.

Viver a Providência também significa fazer bom uso daquilo que recebemos como fruto do nosso trabalho e do nosso empenho diário.

Fica a dica. Um abraço! 

  

 

Foto

Elaine Ribeiro
elaine.ribeiro@cancaonova.com

Elaine Ribeiro, Psicóloga Clínica e Organizacional, colaboradora da Comunidade Canção Nova.
Blog: temasempsicologia.wordpress.com
Twitter: @elaineribeirosp 

Postar um comentário